Camminata solitaria da Monaco di Baviera a Verona 2021 Festeggiando 61 anni di gemellaggio
Primeiro dia Munique-Starnbergsee

Primeiro dia Munique-Starnbergsee

Primeiro dia Munique-Starnbergsee

A minha viagem Munique-Verona começou! Estou muito animada e confiante que será uma grandiosa jornada. Hoje o dia começou animado, pois às 11 horas da manhã, encontrei-me com a Frau Habenschaden, vice-prefeita de Munique, que me recebeu com muita simpatia e um sorriso no rosto. Ela se mostrou bastante interessada pelo presente enviado pelo Prefeito de Verona, o mapa mais antigo da cidade de Verona. Foi muito emocionante esse momento!

A vice-prefeita, com muita gentileza e alegria, me presenteou com um broche comemorativo, de quando o gemellaggio entre Munique e Verona completou 25 anos. Para mim esse é um símbolo muito especial de união e celebração. Representa a amizade e a fraternidade entre nós.

Confesso que essa visita a Marienplatz foi diferente, uma emoção difícil de descrever. Fui muito bem recebida pelas pessoas e senti o apoio e as boas energias de todos.

Como o meu objetivo para essa viagem é também descontrair e alegrar as pessoas, enquanto passamos por esse período difícil, receber o apoio de todos é um verdadeiro presente. Foi como um combustível antes de partir.

Sabemos que, assim como essa aventura, o momento em que estamos passando hoje como sociedade pede que façamos alguns sacrifícios, tenhamos paciência, lidemos com a fadiga, mas nunca percamos a esperança, pois esse momento vai passar.

Foi emocionante ver a estátua de Julieta na Marienplatz, onde comecei a minha caminhada de hoje. Ali na frente, fiz uma entrevista e saí rumo ao meu destino. Eu só não contava com um grande imprevisto: uma torrente de neve e os -4º.

Assim começou a minha viagem. Sei que a caminhada vai ser mais difícil com a neve, mas acredito que após às 19 horas já estarei em Starnberg.

Caminhando pelo bosque, ao sair do centro de Munique, comecei a pensar que o caminho é como a vida, pois quando caminhamos não sabemos o que encontrar pela frente, qual será a condição climática. Em poucas horas de caminhada passei por sol, neve, chuva.

Gosto de pensar que a vida e o caminho são iguais, pois na vida também não sabemos o que nos espera, quais serão as dificuldades, o que teremos que enfrentar, se teremos força o bastante, mas no final a gente sabe que consegue chegar lá, nós encontramos força no movimento, cada passo que andamos nos encoraja e nos motiva a não desistir.

Caminhar é bom para fortalecer a mente e enfrentar a vida!

A lição que tiro desse primeiro dia é que as pessoas precisam caminhar mais para enfrentar a vida de outro jeito e  olhar para as circunstâncias com mais serenidade. É na caminhada que vemos que nós precisamos de poucas coisas para viver, na mochila cabe apenas o necessário e, posso dizer com propriedade, que ela pesa muito para ser carregada, mesmo levando o pouco que precisamos.

A filosofia do caminho pode ser aplicada a todos nós, para que possamos levar uma vida mais simples e com mais qualidade. Para darmos valor às coisas menores, que importam verdadeiramente.

Eu só não esperava entrar em verdadeiro pânico!! Me perdi muitas vezes entre as trilhas do bosque, fiquei sem meu celular por mais de 3 horas e me vi sem rumo, eu me perguntava: “E agora? O que eu faço?”

Graças a natureza e a beleza sem igual dessa vegetação, me mantive mais calma e consegui encontrar um ponto seguro. O percurso é muito lindo, cheio de natureza e paisagens muito bem cuidadas, bom para refletir e pensar.

Hoje foi um dia com muita neve, senti muita dificuldade de percorrer o caminho com neve e chuva, me perdi umas 500 vezes e estou sentindo dor em todas as partes do meu corpo, todos os meus músculos gritam. Passei por muito vento gelado e senti na pele o frio cortante, como pequenas facas.

Não via a hora de chegar no lago, eu sonhava com uma banheira de água quente me esperando… não queria mais nada da vida.

Chegando em Starnberg, vi a placa da cidade e me animei, era como ver um oásis num deserto. Logo pensei: “Todo o sacrifício valeu a pena!”. Foram 9 horas de caminhada  e  44 quilômetros de caminhada. No final, deu tudo certo!

Agora poderei, finalmente,  descansar meus pés. Amanhã será outro longo dia com lindas paisagens, descobertas e aventuras para desbravar.

6 Comments

  1. Leo

    Vai Jesusleny, cammina anche per me che, essendo in carrozzina, non lo posso fare e vedrai che il sole che hai dentro scioglierà neve e ghiaccio e ti riscalderà… Ciao buon viaggio

  2. Alessandra

    Grandissima Jesusleny, ti ho seguito e conosciuto nel cammino del Veneto….ho fatto l’ultimo tratto di Verona con te, dove ho conosciuto Nicola di Sant’Erasmo…. spero presto di poterlo andare a trovare….Ti seguirò, hai il mio tifo 👏👏👏….speriamo che il tempo migliori, un abbraccio🙅‍♀️ buon cammino💪💪💪🥰…

  3. Ich wünschen Ihnen eine gute Wanderung und viele gute Geschichten, die Sie mit nach Italien nehmen oder bei ihren Wanderungen finden werden.

    Meine Wissens nach gibt es in Verona ein Festival der Strassenspiele und angeregt durch ihre Idee und die mediale Begleitung ihrer Wanderung könnten wir von unserem Verein übelegen, wenn die Pandemie vorbei ist, mit unseren Spielangeboten in Verona die Städtepartnerschaft zwischen München und Verona stärken.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.